Conteúdo (alt + 1) Menu Principal (alt + 2) Menu Direita (alt + 3) Busca (alt + 4) Inicio (alt + 5)   
 
     
 
 
 
 
 
 
     
 
 
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/637225IMG_3278.JPGlink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/803689face.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/496987Nereu_01.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/663204CCR_Capa.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/473425Evento_Pr__mio_de_boas_pratcias_02.jpglink
SES apoia municípios para implantação das Centrais de Regulação Ambulatoriais Hospital Infantil de Florianópolis realiza atividades lúdicas no Dia Nacional de Prevenção de Queimaduras Secretaria de Estado da Saúde revitaliza ala de internação do Hospital Nereu Ramos Secretaria da Saúde entrega 63 órteses, próteses e cadeiras de rodas e anuncia fim da fila de espera por próteses no CCR Secretaria de Estado da Saúde recebe certificados de Boas Práticas em Gestão Pública
Técnica inédita de Distração Osteogênica é realizada no Hospital Joana de Gusmão

O Serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG), realizou nesta quarta-feira (25) procedimento inédito no Brasil de intervenção cirúrgica de Distração Osteogênica. A cirurgia fez parte do 1º Simpósio e Distração Osteogênica de Santa Catarina. A nova técnica foi apresentada pelo renomado médico chileno Rodrigo Alejandro Fariña.

 

A Distração Osteogênica (DO) é uma técnica cirúrgico-ortodôntica para promover o alongamento de ossos. Ela consegue um alongamento do calo ósseo, sendo um processo biológico que desencadeia separação de duas estruturas, que anteriormente constituíam uma única unidade. A tração produzida gera tensões dentro do calo e estimula a formação de novo osso paralelo ao vetor da distração.

 

O procedimento é menos invasivo, mais rápido e tem menor custo financeiro aos pacientes e aos cofres públicos. “A técnica tradicional utilizada no Brasil soma um valor de aproximadamente R$ 60 mil. Com a apresentada pelo médico Fariña o valor diminui pela metade, além de ser muito menos agressiva ao paciente”, comenta o chefe do Serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do HIJG, Levy Hermes Rau.

 

Ao total, quatro crianças passaram pelo procedimento cirúrgico realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O simpósio contou ainda com a participação do médico Luiz Tovim, de Portugal, e de especialistas da Sociedade Brasileira de Reabilitação Oral (SBRO), Sociedade Brasileira de Cirurgias Autistas (ABCD).

 


Voltar
 
 
 
Rua Esteves Júnior, 160 - Centro - CEP: 88.015-130 - Florianópolis - Fone: (48) 3664-9000
 
 
     
 
   
Design by windows vista forum and energiesparlampen