Conteúdo (alt + 1) Menu Principal (alt + 2) Menu Direita (alt + 3) Inicio (alt + 5)   
 
     
 
 
 
 
 
 
     
 
 
Mutirão de cirurgias eletivas supera meta no Estado

Os mutirões de cirurgias eletivas que estão acontecendo nas cidades catarinenses desde setembro de 2011 já contabilizam mais de 21,5 mil procedimentos realizados e outros 11,5 mil autorizados.

A meta é que mais 9 mil pessoas possam encaminhar e realizar cirurgias eletivas até julho de 2013, eliminando, assim, muitas filas de espera no Estado. Os procedimentos mais procurados são os de catarata, varizes e hérnias (veja tabela abaixo).

Na primeira fase do projeto, que começou em setembro de 2011 e se estendeu até setembro deste ano, 8,6 mil cirurgias com internação foram realizadas. Outros 12,9 mil procedimentos ambulatoriais também foram feitos, totalizando um investimento de R$ 12,3 milhões. A segunda fase do Projeto de Mutirão de Cirurgias Eletivas do governo catarinense, que começou em setembro e prevê a realização de 19,8 mil procedimentos até julho de 2013, já alcançou 58% da meta inicial, com a autorização de 11,5 mil cirurgias em todo o estado. O investimento é de R$ 18 milhões e os recursos são do Governo Federal.

Até agora, já foram autorizadas 6,4 mil cirurgias ambulatoriais e 5,8 mil hospitalares (que precisam de internação). Jocélio Voltolini, diretor de Planejamento e Controle e Avaliação do SUS, prevê que o Estado consiga atingir o total de procedimentos antes mesmo do prazo previsto. “Se continuarmos nesse ritmo, certamente realizaremos as 19,8 mil cirurgias até o final de maio do próximo ano”, estima Voltolini.Anunciado em julho de 2011 e com investimentos de R$ 20 milhões, o Projeto de Mutirão de Cirurgias Eletivas do Governo do Estado previa a realização de 22,6 mil cirurgias até o final de 2012, nas especialidades de oftalmologia (cirurgia de catarata), otorrinolaringologia (amígdalas e Adenóide), cirurgia geral (vesícula, hérnia e varizes) e ortopedia (cirurgias de joelho, membros superiores e inferiores e retirada de materiais de síntese).

Em junho desse ano, a Secretaria de Estado da Saúde decidiu ampliar o projeto e incluir no mutirão de cirurgias as especialidades de ginecologia e urologia, contabilizando 46 e 30 procedimentos, respectivamente.Antes mesmo de fechar o total de cirurgias previstas da etapa inicial e diante do bom desempenho obtido nas unidades hospitalares, o Governo Federal destinou R$ 18 milhões para a ampliação do Projeto de Mutirão de Cirurgias Eletivas do Governo do Estado, que está agora na segunda fase.

Cirurgias autorizadas em hospitais de todo o Estado, para a segunda fase (até 19 de dezembro)
Hospitalares:
Total: 5825
Ortopédicas: 779
Cirurgias gerais (varizes, hérnias): 2751
Otorrinolaringologia: 681
Urologia: 558
Ginecologia: 824
Cirurgias múltiplas: 232

Ambulatoriais:
Total: 6469
Quase todas de cataratas

Mais informações:
Ana Paula Bandeira
Assessora de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde
48 – 3221-2149 | 9113-6065


Voltar
 
 
 
Rua Esteves Júnior, 160 - Centro - CEP: 88.015-130 - Florianópolis - Fone: (48) 3664-9000
 
 
     
 
   
Design by windows vista forum and energiesparlampen