Conteúdo (alt + 1) Menu Principal (alt + 2) Menu Direita (alt + 3) Inicio (alt + 5)   
 
     
 
 
 
 
 
 
     
 
 
COAP - Diretrizes, Objetivos, Metas e Indicadores 2013-2015

 

Referência para as metas 2013 -2015

 

Diretriz 1 - Garantir acesso da população a serviços de qualidade, com equidade e em tempo

adequado ao atendimento das necessidades de saúde, mediante aprimorando a política de

atenção básica e a atenção especializada.

Indicador 1 - Cobertura populacional estimada pelas equipes de Atenção Básica

Indicador 2 - Proporção de internações por condições sensíveis à atenção básica (ICSAB)

Indicador 3 - Cobertura de acompanhamento das condicionalidades de saúde do Programa Bolsa Família

Indicador 4 - Cobertura populacional estimada pelas equipes básicas de saúde bucal

Indicador 5 - Média da ação coletiva de escovação dental supervisionada

Indicador 6 - Proporção de exodontia em relação aos procedimentos

Indicador 7 - Razão de procedimentos ambulatoriais de média complexidade e população residente

Indicador 8 - Razão de internações clínico-cirúrgicas de média complexidade e população residente

Indicador 9 - Razão de procedimentos ambulatoriais de alta complexidade e população residente

Indicador 10 - Razão de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade na população residente

Indicador 11 - Proporção de serviços hospitalares com contrato de metas firmado

 

Diretriz 2 - Aprimoramento da Rede de Atenção às Urgências, com expansão e adequação de

Unidades de Pronto Atendimento (UPA), de Serviços de Atendimento Móvel de Urgência

(SAMU), de prontos-socorros e centrais de regulação, articulada às outras redes de atenção.

Indicador 12 - Número de unidades de saúde com serviço de notificação de violência doméstica, sexual e

outras violências implantado

Indicador 13 - Proporção de acesso hospitalar dos óbitos por acidente

Indicador 14 - Proporção de óbitos nas internações por infarto agudo do miocárdio (IAM)

Indicador 15 - Proporção de óbitos, em menores de 15 anos, nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI)

Indicador 16 - Cobertura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192)

Indicador 17 - Proporção das internações de urgência e emergência reguladas

 

Diretriz 3 - Promoção da atenção integral à saúde da mulher e da criança e implementação da

“Rede Cegonha”, com ênfase nas áreas e populações de maior vulnerabilidade.

Indicador 18 - Razão de exames citopatológicos do colo do útero em mulheres de 25 a 64 anos e a

população da mesma faixa etária

Indicador 19 - Razão de exames de mamografia de rastreamento realizados em mulheres de 50 a 69 anos e população da mesma faixa etária

 

Indicador 20 - Proporção de parto normal

Indicador 21 - Proporção de nascidos vivos de mães com 7 ou mais consultas de pré-natal

Indicador 22 - Número de testes de sífilis por gestante

Indicador 23 - Número de óbitos maternos em determinado período e local de residência

Indicador 24 - Taxa de mortalidade infantil

Indicador 25 - Proporção de óbitos infantis e fetais investigados

Indicador 26 - Proporção de óbitos maternos investigados

Indicador 27 - Proporção de óbitos de mulheres em idade fértil (MIF) investigados

Indicador 28 - Número de casos novos de sífilis congênita em menores de um ano de idade

 

Diretriz 4 – Fortalecimento da rede de saúde mental, com ênfase no enfrentamento da

dependência de crack, álcool e outras drogas.

Indicador 29 - Cobertura de Centros de Atenção Psicossocial

 

Diretriz 5 – Garantia da atenção integral à saúde da pessoa idosa e dos portadores de doenças

crônicas, com estímulo ao envelhecimento ativo e fortalecimento das ações de promoção e

prevenção.

http://www.saude.sc.gov.br/cgi/tabcgi.exe?COAP/Diretriz_5/COAP_05_graf_novo

Indicador 30a - Para município/região com menos de 100 mil habitantes:

Número de óbitos prematuros (Doenças do aparelho circulatório, câncer, diabetes e doenças respiratórias crônicas)

Indicador 30b - Para município/região com 100 mil ou mais habitantes, estados e DF: Taxa de

mortalidade prematura (circulatório, câncer, diabetes e doenças respiratórias crônicas)

 

Diretriz 7– Redução dos riscos e agravos à saúde da população, por meio das ações de

promoção e vigilância em saúde.

Indicador 35 - Proporção de vacinas do Calendário Básico de Vacinação da Criança com coberturas

vacinais alcançadas

 

7.1.1 - http://www.saude.sc.gov.br/cgi/tabcgi.exe?COAP/Diretriz_7/COAP_7_02graf_novo

Indicador 36 - Proporção de cura de casos novos de tuberculose pulmonar bacilífera

Indicador 37 - Proporção de exame anti-HIV realizados entre os casos novos de tuberculose

Indicador 38 - Proporção de registro de óbitos com causa básica definida

Indicador 39 - Proporção de casos de doenças de notificação compulsória imediata (DNCI) encerradas em até 60 dias após notificação

Indicador 40 - Proporção de municípios com casos de doenças ou agravos relacionados ao trabalho*

notificados

Indicador 41 - Percentual de municípios que executam as ações de vigilância sanitária consideradas

necessárias a todos os municípios

Indicador 42 - Número de casos novos de aids em menores de 5 anos

Indicador 43 - Proporção de pacientes HIV+ com 1º CD4 inferior a 200cel/mm3

Indicador 44 - Número de testes sorológicos anti HCV realizados

Indicador 45 - Proporção de cura dos casos novos de hanseníase diagnosticados nos anos das coortes

Indicador 46 - Proporção de contatos intradomiciliares de casos novos de hanseníase examinados

Indicador 47 - Número absoluto de óbitos por leishmaniose visceral

Indicador 48 - Proporção de cães vacinados na campanha de vacinação antirrábica canina

Indicador 49 - Proporção de escolares examinados para o tracoma nos municípios prioritários

Indicador 51 - Número absoluto de óbitos por dengue

Indicador 52 - Proporção de imóveis visitados em, pelo menos, 4 ciclos de visitas domiciliares para

controle da dengue

Indicador 53 - Proporção de análises realizadas em amostras de água para consumo humano quanto aos

parâmetros coliformes totais, cloro residual livre e turbidez

 

Diretriz 8- Garantia da Assistência Farmacêutica no âmbito do SUS.

Indicador 54 - Percentual de municípios com o Sistema HORUS implantado

Indicador 55 - Proporção de municípios da extrema pobreza com farmácias da Atenção Básica e centrais

de abastecimento farmacêutico estruturados

Indicador 56 - Percentual de indústrias de medicamentos inspecionadas pela Vigilância Sanitária, no ano

 

Diretriz 11 - Contribuição à adequada formação, alocação, qualificação, valorização e

democratização das relações do trabalho e dos trabalhadores dos SUS.

Indicador 57 - Proporção de ações de educação permanente implementadas e/ou realizadas

Indicador 58 - Proporção de novos e/ou ampliação de Programas de Residência em de Medicina de

Família e Comunidade e da Residência Multiprofissional em Atenção Básica/ Saúde da Família/Saúde

Coletiva

Indicador 59 - Proporção de novos e/ou ampliação de Programas de Residência médica em psiquiatria e

multiprofissional em saúde mental

Indicador 60 - Número de pontos do Telessaúde Brasil Redes implantados

Indicador 61 - Proporção de trabalhadores que atendem ao SUS, na esfera pública, com vínculos

protegidos

Indicador 62 - Número de Mesas ou espaços formais municipais e estaduais de negociação permanente

do SUS, implantados e/ou mantidos em funcionamento

 

Diretriz 12 - Implementação de novo modelo de gestão e instrumentos de relação federativa,

com centralidade na garantia do acesso, gestão participativa com foco em resultados,

participação social e financiamento estável.

Indicador 63 - Proporção de Plano de Saúde enviado ao Conselho de Saúde

Indicador 64 - Proporção Conselhos de Saúde cadastrados no Sistema de Acompanhamento dos

Conselhos de Saúde - SIACS

 

Diretriz 13 - Qualificação de instrumentos de execução direta, com geração de ganhos de

produtividade e eficiência para o SUS.

Indicador 65 - Proporção de municípios com ouvidoria implantada

Indicador 66 - Componente do SNA estruturado

Indicador 67 - Proporção de entes com pelo menos uma alimentação por ano no Banco de Preço em Saúde

 


Voltar
 
 
 
Rua Esteves Júnior, 160 - Centro - CEP: 88.015-130 - Florianópolis - Fone: (48) 3664-9000
 
 
     
 
   
Design by windows vista forum and energiesparlampen