Conteúdo (alt + 1) Menu Principal (alt + 2) Menu Direita (alt + 3) Inicio (alt + 5)   
 
     
 
 
 
 
 
 
     
 
 
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/539567capasite_02.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/749518CAPASITE.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/488032efos.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/938993Capasite.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/589932capasite.jpglink
Secretário de Estado da Saúde assina Projeto de Inovação que contempla maternidades do Estado Governador Colombo visita novo centro cirúrgico do Hospital Infantil Joana de Gusmão Alunos de especialização em Urgência e Emergência da Efos apresentam TCC Saúde Mental de Santa Catarina tem nova coordenação Saúde apresenta proposta com novos critérios para repasses aos hospitais filantrópicos
Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Câncer é ampliada em Santa Catarina

Florianópolis, 17 de março de 2017

Na última quarta-feira, 15, o Ministério da Saúde (MS) emitiu a Nota Técnica 623 de 2017 que amplia a Rede de Atençãoà Saúde das Pessoas com Câncer no estado. O Plano Oncológico de Santa Catarina agora permite expansão da capacidade instalada, visando a completa assistência à saúde da população. Os repasses para a manutenção dos serviços serão feitos mensalmente pela União e conforme a produtividade de cada hospital.

Segundo o superintendente de Planejamento e Gestão da Secretaria de Estado da Saúde (GUG/SES), Adriano Ribeiro, essa conquista é um grande avanço no tratamento oncológico catarinense. “A partir de agora, conseguiremos reorganizar a rede de atendimento a pessoa com câncer ampliando a oferta de serviços já existentes e habilitando novos. O tratamento oncológico já é desgastante e nosso objetivo é evitar que o paciente se desloque por longas distâncias para o tratamento, além de não sobrecarregar o sistema. Além disso, a nota técnica garante o financiamento desses serviços pelo Ministério da Saúde”, explica Adriano.

 

Novos serviços:

  • Brusque (Hospital Azambuja) – cirurgia oncológica

  • Joinville (Hospital Regional Hans Dieter Schmidt) – cirurgia oncológica

  • São Bento do Sul (Hospital e Maternidade Sagrada Família) – oncologia adulta

  • São Miguel do Oeste (Hospital Regional Terezinha Gaio Basso) – oncologia adulta

  • Rio do Sul (Hospital Regional Alto Vale) – oncologia adulta

  • Chapecó (Hospital da Criança Augusta Muller Bohner) – oncologia pediátrica

 

Serviços existentes que serão reabilitados:

  • Chapecó (Hospital Regional do Oeste)

  • Itajaí (Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen)

  • Blumenau (Hospital São Antônio e Hospital Santa Isabel)

  • Florianópolis (Cepon, Hospital Celso Ramos, Maternidade Carmela Dutra, Hospital de Caridade, Hospital Infantil Joana de Gusmão e Hospital Universitário)

  • Joaçaba (Hospital Universitário Santa Terezinha)

  • Jaraguá do Sul (Hospital São José)

  • Joinville (Hospital Municipal São José)

  • Lages (Hospital Geral Tereza Ramos)

  • Porto União (Hospital de Caridade São Braz)

  • Tubarão (Hospital Nossa Senhora da Conceição)

  • Criciúma (Hospital São José)

 

alt

Superintendente de Planejamento e Gestão da SES, Adriano Ribeiro (à esquerda), deputada Carmem Zanotto e ministro da Saúde Ricardo Barros (no centro) e Serafim Venzon (à direita) no dia em que recebeu a nota técnica, em Brasília. Foto: Rodrigo Nunes/MS


Voltar
 
 
 
Rua Esteves Júnior, 160 - Centro - CEP: 88.015-130 - Florianópolis - Fone: (48) 3664-9000
 
 
     
 
   
Design by windows vista forum and energiesparlampen