Conteúdo (alt + 1) Menu Principal (alt + 2) Menu Direita (alt + 3) Inicio (alt + 5)   
 
     
 
 
 
 
 
 
     
 
 
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/321337SAMU_REDUZIDA.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/646706Foto_Karen.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/3322921498072747412d0df5bc770a1a7e8506a5f76f1deb.jpeglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/287448CIB_05.jpeglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/305658Caropreso_reduzida.jpglink
 12% das ligações realizada para o SAMU em 2016 foram trotes Secretaria da Saúde realiza capacitação para implantação do Sistema de Regulação Secretário participa da 8° Assembleia do Conass e fala da judicialização da saúde Comissão Intergestora Bipartite (CIB) discute demandas da saúde pública catarinense Aberto em Blumenau o XV Congresso Catarinense de Cardiologia
Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Câncer é ampliada em Santa Catarina

Florianópolis, 17 de março de 2017

Na última quarta-feira, 15, o Ministério da Saúde (MS) emitiu a Nota Técnica 623 de 2017 que amplia a Rede de Atençãoà Saúde das Pessoas com Câncer no estado. O Plano Oncológico de Santa Catarina agora permite expansão da capacidade instalada, visando a completa assistência à saúde da população. Os repasses para a manutenção dos serviços serão feitos mensalmente pela União e conforme a produtividade de cada hospital.

Segundo o superintendente de Planejamento e Gestão da Secretaria de Estado da Saúde (GUG/SES), Adriano Ribeiro, essa conquista é um grande avanço no tratamento oncológico catarinense. “A partir de agora, conseguiremos reorganizar a rede de atendimento a pessoa com câncer ampliando a oferta de serviços já existentes e habilitando novos. O tratamento oncológico já é desgastante e nosso objetivo é evitar que o paciente se desloque por longas distâncias para o tratamento, além de não sobrecarregar o sistema. Além disso, a nota técnica garante o financiamento desses serviços pelo Ministério da Saúde”, explica Adriano.

 

Novos serviços:

  • Brusque (Hospital Azambuja) – cirurgia oncológica

  • Joinville (Hospital Regional Hans Dieter Schmidt) – cirurgia oncológica

  • São Bento do Sul (Hospital e Maternidade Sagrada Família) – oncologia adulta

  • São Miguel do Oeste (Hospital Regional Terezinha Gaio Basso) – oncologia adulta

  • Rio do Sul (Hospital Regional Alto Vale) – oncologia adulta

  • Chapecó (Hospital da Criança Augusta Muller Bohner) – oncologia pediátrica

 

Serviços existentes que serão reabilitados:

  • Chapecó (Hospital Regional do Oeste)

  • Itajaí (Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen)

  • Blumenau (Hospital São Antônio e Hospital Santa Isabel)

  • Florianópolis (Cepon, Hospital Celso Ramos, Maternidade Carmela Dutra, Hospital de Caridade, Hospital Infantil Joana de Gusmão e Hospital Universitário)

  • Joaçaba (Hospital Universitário Santa Terezinha)

  • Jaraguá do Sul (Hospital São José)

  • Joinville (Hospital Municipal São José)

  • Lages (Hospital Geral Tereza Ramos)

  • Porto União (Hospital de Caridade São Braz)

  • Tubarão (Hospital Nossa Senhora da Conceição)

  • Criciúma (Hospital São José)

 

alt

Superintendente de Planejamento e Gestão da SES, Adriano Ribeiro (à esquerda), deputada Carmem Zanotto e ministro da Saúde Ricardo Barros (no centro) e Serafim Venzon (à direita) no dia em que recebeu a nota técnica, em Brasília. Foto: Rodrigo Nunes/MS


Voltar
 
 
 
Rua Esteves Júnior, 160 - Centro - CEP: 88.015-130 - Florianópolis - Fone: (48) 3664-9000
 
 
     
 
   
Design by windows vista forum and energiesparlampen