Conteúdo (alt + 1) Menu Principal (alt + 2) Menu Direita (alt + 3) Inicio (alt + 5)   
 
     
 
 
 
 
 
 
     
 
 
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/971884Capasite.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/886069Capasite.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/369373Capasite.jpglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/134903dion__sio_cerqueira____7__capa_site.jpeglink
http://portalses.saude.sc.gov.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/407912Carrossel___Combate_Dengue.pnglink
Encontro reúne gerentes regionais de saúde em Florianópolis Filas de Espera pelo SUS já está disponível para os catarinenses Maternidade Carmela Dutra realiza Semana da Prematuridade  Em encontro com Secretário de Estado da Saúde, prefeitos da região Oeste comprometem-se em intensificar o combate ao Aedes aegypti No Dia Nacional de Combate à Dengue, Saúde reforça a importância da eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti
Secretaria da Saúde apresenta Plano de Nefrologia para prestadores de serviço

Florianópolis, 11 de julho de 2017


No Brasil, o número de pessoas com doenças renais cresce a cada dia devido ao estilo de vida, sedentarismo e uso excessivo de sódio na alimentação. Atenta a essa situação, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) elaborou o Plano Operativo para Organização da Linha de Cuidado da Pessoa com Doenças Renais Crônicas em Santa Catarina (Plano Nefrologia), que foi apresentado para prestadores de serviços nesta terça-feira, 11. O evento ocorreu no Conselho Regional de Contabilidade, no Centro de Florianópolis.

De acordo com o superintendente de Planejamento e Gestão (SUG), Adriano Ribeiro, o plano tem o objetivo de implantar uma linha de cuidado da pessoa com doença renal crônica (DRC) nos municípios catarinenses, de acordo com a Portaria do Ministério da Saúde nº 389/2014. O estudo foi elaborado pela Gerência de Planejamento vinculada à Superintendência de Planejamento e Gestão.

O plano busca agilizar de forma mais rápida o diagnóstico precoce para retardar o avanço da doença, dar assistência integral ao paciente com atendimento multiprofissional, melhorar o acesso aos exames e, quando necessário, encaminhar a pessoa ao tratamento dialítico mais próximo de sua residência, incluindo portadores de HIV e hepatites.

O plano também redefinirá as unidades prestadoras de cuidados ao paciente ampliando turnos de hemodiálise ou habilitando novos serviços (onde os turnos alcançam seus limites), ou seja, ofertando apoio diagnóstico e terapêutico baseado nas necessidades das regionais.Além disso, será possível melhorar o acesso dos pacientes para a realização do exame de fístula artério venosa, e também ampliar as informações laboratoriais quanto aos exames específicos de determinação da função renal.

Ao fim desse processo, a rede estadual deverá ser composta por serviços de nefrologia em todas as regiões do estado que prestem atenção integral ao doente renal em todas as fases. Desde o atendimento ambulatorial (na atenção primária), em fases precoces de insuficiência renal crônica, até o tratamento dialítico nas suas diferentes modalidades. A articulação das unidades prestadoras de serviços de nefrologia com a atenção básica, média e alta complexidade é de extrema importância para que o plano operativo se concretize.

participaram da apresentação do projeto o presidente da Sociedade Catarinense de Nefrologia, Leonardo Claudino Ribeiro, o presidente da Associação dos Pacientes Renais (APAR), Humberto Floriano Mendes, o superintendente dos Hospitais Públicos da SES, Marcelo Reis, e a gerente de Planejamento da SES, Nardele Junckes.

 

alt

 

Foto: Robson Valverde

 


Voltar
 
 
 
Rua Esteves Júnior, 160 - Centro - CEP: 88.015-130 - Florianópolis - Fone: (48) 3664-9000
 
 
     
 
   
Design by windows vista forum and energiesparlampen